sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

Fotografia vs Memória

Quando vai viajar, você ou alguém faz questão de levar a câmera fotográfica ou o celular pra tirar algumas fotos da viagem?

Uma experiência feita por Linda Henkel para a revista americana 'Psychological Science' mostra que essas fotos que a gente tira pra se lembrar de algum objeto ou evento interessante fazem com que não aproveitemos essas experiências enquanto elas acontecem. 

Henkel queria saber até que ponto uma fotografia consegue registrar eventos da vida que mais tarde iremos recordar. Pra isso, fez uma experiência em um museu na Universidade Fairfield, nos EUA. Ela e sua equipe levaram um grupo de estudantes de graduação ao museu e pediram pra eles explorarem todos os objetos que estavam expostos por lá. Durante a experiência, uns só tiravam fotos dos objetos, outros apenas os observavam.

No dia seguinte eles aplicaram testes de memória no grupo de estudantes. Aqueles que não haviam tirado nenhuma foto se mostraram mais precisos em descrever as lembranças dos objetos que observaram no museu, em comparação com aqueles que preferiram fotografá-los.

"As pessoas sacam suas câmeras quase sem pensar, pra capturar um momento a ponto de perder o que realmente está acontecendo bem na frente delas", afirmou Henkel. 

Ela chama isso de "efeito de incapacidade pelo ato de fotografar". 

Esse estudo de Henkel pode abrir os olhos das pessoas pra que valorizem mais as próprias experiências e as aproveitem enquanto estiverem acontecendo, em vez de apenas criarem um momento feliz para o futuro.

"Quando as pessoas confiam na tecnologia pra guardar lembranças e registrar eventos da vida, elas não precisam se envolver tanto com o momento, e isso pode provocar um impacto negativo sobre a forma como essas pessoas se lembram de suas experiências", afirmou Linda Henkel.

Se quiser saber mais detalhes dessa experiência, veja a matéria do jornal britânico The Telegraph pelo link: http://goo.gl/XL5kfp


Nenhum comentário:

Postar um comentário